O Que Esperar Do Retorno às Aulas Pós Pandemia?

O Que Esperar Do Retorno às Aulas Pós Pandemia?

A pandemia do CORONA vírus atrapalhou a vida escolar de todos os estudantes. As aulas foram suspensas fazendo com que os alunos ficassem em casa sem estudar, parecia férias, podia até brincar no celular, ou ficar em casa sem fazer nada.

Ao se darem conta de que deveriam estar estudando muitos se atrapalharam, pais ficaram perdidos, alunos ficaram desanimados, a vontade de estudar desapareceu.

Aos poucos as escolas se organizaram juntos aos professores e prepararam conteúdos para enviar aos alunos, alguns podiam pegar na escola outros tiveram que acessar na internet.

O fato é que desde março estamos nessa luta! As crianças não voltarão para a escola este ano. O que esperar do retorno às aulas pós pandemia?

Não estávamos acostumados e nem tão pouco preparados para aulas virtuais, professores, alunos e pais precisaram se adequar a esta nova modalidade de ensino/aprendizagem.

Nem todos tiveram acesso ao virtual ou tecnológico, muitas famílias ficaram prejudicas por não possuir acesso à internet.

Os professores tiveram que se reinventar para criar aulas que despertassem a atenção dos seus alunos. Alguns professores, acostumados a ensinar da maneira tradicional nem sabiam como utilizar estas ferramentas digitais.

Em pleno século XXI a internet veio para salvar este momento crítico de aprendizagem. Tivemos que nos adaptar as mudanças em relação a aprendizagem. Será que as nossas crianças conseguiram aprender neste novo formato?

Não sabemos como será o próximo ano escolar, que desafios nossas crianças terão que enfrentar. Como será a aprendizagem pós pandemia? Podemos assegurar que houve aprendizagem nestes meses de pandemia? As crianças aprenderam o que foi ensinado?

Muitas perguntas, muitas dúvidas, muita insegurança! A garantia de 100% de aproveitamento desta nova modalidade somente será comprovada no ano seguinte.  

Eu creio que muitas crianças não conseguiram absorver todo o conteúdo passado pelos professores e provavelmente terão muitas dificuldades para retornar aos estudos no ano que vem.

Dificuldades na aprendizagem geram ansiedade
Dificuldades de Aprendizagem geram ansiedade

Como saber se meu filho aprendeu o necessário?

Não podemos medir o aproveitamento escolar das crianças nesse momento. Tudo é incerto. A única coisa que sabemos é que não haverá reprovações neste ano. Talvez as crianças sem dificuldades de aprendizagem tenham conseguido aprender. E as crianças com dificuldades de aprendizagem? Como ficaram? Como você irá saber se o seu filho aprendeu o necessário para passar de ano?

Me preocupa a situação destas crianças que já tinham muita dificuldade para aprender dentro de uma sala de aula mesmo com apoio do professor e dos colegas. 

Aprender, entender, compreender, assimilar conteúdos não tendo apoio pedagógico é uma condição que faz com que o desinteresse pelo aprender se intensifique se tornando um grande fardo para as famílias.

É extremamente importante que a criança tenha apoio pedagógico juntamente com o acompanhamento psicopedagógico para garantir a eficácia da aprendizagem durante o ano letivo. O retorno às aulas no ano que vem será trabalhoso tanto para os professores como para os alunos.

Meu recado aos pais é que não deixem para a última hora, procurem ajuda profissional o quanto antes, façam uma avaliação psicopedagógica para avaliar quais são as dificuldades que seus filhos. O que pode ser melhorado, o que deve ser mudado.

Quanto mais cedo você procurar ajuda, mais chances seu filho terá para recuperar o que foi perdido. É importante que a criança receba apoio tanto da família como do terapeuta e possa se sentir confiante em sua trajetória escolar. O psicopedagogo criará estratégias para facilitar esta aprendizagem.

Lembre-se! Você é o principal responsável pela educação dos seus filhos.

Já procurou um psicopedagogo para ajudar seu filho?

Compartilhe conhecimento:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Qual a sua opinão? Deixe seu comentário sobre o artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *