Ler Artigo

Aprender requer esforço e muito estudo por parte do estudante

Inêz Kwiecinski   /   Para a escola, Para os pais   /   Deixe um comentário

Aprender requer esforço e muito estudo por parte do estudante, infelizmente hoje em dia nossas crianças não sentem prazer em estudar. Muitas relutam, tentam fugir deste compromisso a qualquer preço, e o resultado é quase sempre desastroso. Algumas crianças entram em sofrimento e se desestabilizam pois não conseguem aprender de uma forma simples, as informações não são assimiladas, não há entendimento do que está sendo ensinado pelo professor. E o …

Ler Artigo

 10 livros que todo Psicopedagogo deve ler

Inêz Kwiecinski   /   Dicas para Psicopedagogas   /   5 Comentários

Preparei esta lista com 10 sugestões de livros de psicopedagogia que todo profissional e estudante deveriam ler, então se você é psicopedagogo ou está em formação, você está no lugar certo: são dez leituras essenciais para o psicopedagogo se aprimorar e compreender melhor seus aprendentes! Todos sabem que um bom livro pode mudar uma vida – ensinando novas habilidades, novos pontos de vista, novas técnicas e estratégias, além de esclarecer acerca …

Ler Artigo

Entenda a diferença entre Dificuldade de Aprendizado e Transtorno de Aprendizagem.

Inêz Kwiecinski   /   Para os pais   /   2 Comentários

É muito comum confundirmos “Dificuldade de Aprendizado” com “Transtorno de Aprendizagem“, por este motivo preparamos este artigo para lhe ajudar a entender definitivamente qual a diferença entre os dois, e como isso pode ajudar na avaliação psicopedagógica. Quando chegamos ao meio do ano e percebemos que as notas não foram boas, que os cadernos e livros estão bastante desorganizados, o interesse pelos estudos é muito baixo, reclamações da escola, dos professores, …

Ler Artigo

Síndrome de Angelman

Inêz Kwiecinski   /   Síndromes   /   Deixe um comentário

A Síndrome de Angelman é um distúrbio neurológico que causa retardo mental, alterações do comportamento e algumas características físicas distintivas. Ela foi relatada pela primeira vez em 1965 pelo neurologista britânico, Dr. Harry Angelman. Até 1987 o interesse por esta síndrome foi bastante reduzido e pouco se acrescentou, porém observou-se que a análise dos cromossomos das crianças afetadas por esta síndrome mostrava que em 50% dos indivíduos, havia a falta …