Horário hoje:
Fale conosco:

Entenda a diferença entre Dificuldade de Aprendizado e Transtorno de Aprendizagem.

escrito por:
Inez Kwiecinski
atualizado em:
22 de julho de 2016
Inez Kwiecinski
22 de julho de 2016

É muito comum confundirmos “Dificuldade de Aprendizado” com “Transtorno de Aprendizagem“, por este motivo preparamos este artigo para lhe ajudar a entender definitivamente qual a diferença entre os dois, e como isso poder te ajudar na avaliação psicopedagógica.

Quando chegamos ao meio do ano e percebemos que as notas não foram boas, que os cadernos e livros estão bastante desorganizados, o interesse pelos estudos é muito baixo, reclamações da escola, dos professores, tudo isso no leva a crer que algo não vai bem.

Os sintomas de que o seu filho está com algum problema é visível, mas o que será que ele tem? Uma dificuldade de aprendizagem ou um transtorno de aprendizagem?

Neste momento a escola te aconselha a procurar ajuda de uma psicopedagoga, e os diagnósticos em psicopedagogia nos dizem que há na literatura uma diversidade de termos para designar as alterações que podem ocorrer na aprendizagem: dificuldades, problemas, descapacidades, transtornos, distúrbios, e estes termos designam condições diferentes, então, vamos falar das mais utilizadas nas escolas: transtornos e dificuldades.

Segundo Moojen (1996…2004), em relação a esses aspectos da aprendizagem, podemos classificá-los em duas categorias: dificuldades, (que podem ser naturais ou secundárias) ou transtornos.

Dificuldade de Aprendizagem (Google)

Dificuldades de Aprendizado

As dificuldades de aprendizado naturais são aquelas dificuldades experimentadas por todos os aprendentes em alguma matéria ou em algum momento da sua vida escolar.

Os fatores causadores destas dificuldades estão relacionados a aspectos evolutivos ou são decorrentes de problemas na proposta pedagógica, de exigência da escola, de falta de assiduidade do aluno, de eventuais conflitos familiares  por exemplo.

Estas dificuldades são naturais, evolutivas e, portanto são transitórias, tendem a desaparecer quando há um esforço por parte do aluno ou ajuda de professor particular.

Ainda nesta categoria podemos incluir os problemas apresentados pelos alunos no 2º ou 3º ano do ensino fundamental e ainda não identificados como “transtornos da aprendizagem”, uma vez que esta avaliação requer certa persistência da dificuldade.

Entre dificuldade de aprendizagem secundária à outros quadros avaliados estão os problemas na aprendizagem escolar, decorrentes de transtornos que atuam primariamente sobre o desenvolvimento humano normal e secundariamente sobre as aprendizagens específicas.

Nesta sub-categoria, estão incluídos os portadores de deficiência intelectual, sensorial, e aqueles com quadros neurológicos mais graves ou com transtornos emocionais significativos.

 


Está gostando deste artigo? Então compartilhe!

[sharethis-inline-buttons]


 

Para a caracterização das dificuldades secundárias, é imprescindível o diálogo com outros profissionais, como por exemplo, os psicólogos, psiquiatras e neurologistas, visto que tal diagnóstico primário é dados por eles, e cabe salientar que as dificuldades de aprendizagem secundárias, podem apresentar comorbidades com transtornos de aprendizagem, e isso torna ainda mais complexa a avaliação psicopedagógica.

Exemplo: Uma criança pode ter um transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) que, secundariamente afeta a sua aprendizagem escolar e, ao mesmo tempo, pode apresentar alterações específicas na escrita caracterizando um quadro de transtorno da escrita, excedendo às dificuldades decorrentes do TDAH.

Transtorno de Aprendizagem (Google)

Transtornos de Aprendizagem

Na nomenclatura “transtorno de aprendizagem” estão inclusos de três tipos: da leitura, da expressão escrita (ou soletração) e das habilidades matemáticas, (Discalculia).

Elas podem se manisfestar em três níveis de gravidade: leve, moderado e grave. Este nível grave constitui a dislexia, um transtorno que acompanhará o indivíduo por toda a sua vida. Os transtornos são descritos nos principais manuais internacionais de diagnóstico conhecidos como CID-10 e DSM-V.

Finalizando

Os problemas na aprendizagem sempre existiram, o problemas é que a sociedade atual se tornou mais competitiva, fazendo com que os pais tenham uma maior preocupação com o rendimento escolar dos seus filhos, acreditando que o bom rendimento escolar é a única alternativa para que o filho alcance o sucesso profissional.

Neste contexto a avaliação psicopedagógica vem sendo cada vez mais requisitada, obrigando o psicopedagogo a realizar uma avaliação breve e objetiva, sem perder de vista as contingências biológicas, psicológicas, familiares e socioculturais em que o aprendente esta inserido.

O trabalho psicopedagógico tenta reconduzir os que têm tais dificuldades escolares ao mundo da cultura, devolvendo-lhes o prazer pelas novas aprendizagens.

Indicação de Leitura: Transtornos da Aprendizagem – abordagem neurobiológica e multidisciplinar – Newra Tellechea Rotta  (Autor), Lygia Ohlweiler (Autor), Rudimar dos Santos Riesgo (Autor).

Deixe seu comentário sobre o artigo:

4 respostas

  1. Pena que a autora deste texto não é Inês, e sim os autores do livro “Transtornos da Aprendizagem – abordagem neurobiológica e multidisciplinar”. Cópia idêntica das páginas 86 e 87.

    1. Oi Gisele, na verdade não é cópia do livro que sitas. O texto escrito por mim se baseia num artigo escrito por Sonia Moojen, bem mais antigo. Como este assunto é bem recorrente, os diversos textos escritos sobre o assunto ficam muito parecidos dando a impressão de que foram copiados, mas não foram não, procuro sempre citar os autores que leio. Abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outros artigos que podem te interessar:

Psicomotricidade, o que é e como isso pode ajudar crianças e adultos

Psicomotricidade, é um termo usado para uma concepção de movimento coordenado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito...

Autismo e Covid

A pandemia de Covid-19 trouxe repercussões bastante significativas para o cotidiano de pessoas com o espectro autista, impactando suas rotinas...

+10 livros que todo Psicopedagogo não pode deixar de ler

Se você é psicopedagogo ou está cursando sua especialização, esta lista vai te ajudar muito! Todos sabemos que um bom...

Transforme o Processo de Alfabetização Do Seu Filho Hoje Mesmo

Ao longo de vários anos venho me deparando com os entraves na aprendizagens das crianças,  percebo que a cada ano...

O Que Esperar Do Retorno às Aulas Pós Pandemia?

A pandemia do CORONA vírus atrapalhou a vida escolar de todos os estudantes. As aulas foram suspensas fazendo com que...

10 Estratégias Para Potencializar a Compreensão Leitora Do Seu Filho

Isso já aconteceu com você? Você está lendo um livro divertido com seu filho, chega a um ponto emocionante ou crucial...

Psicomotricidade, o que é e como isso pode ajudar crianças e adultos

Psicomotricidade, é um termo usado para uma concepção de movimento coordenado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito...

Autismo e Covid

A pandemia de Covid-19 trouxe repercussões bastante significativas para o cotidiano de pessoas com o espectro autista, impactando suas rotinas...

+10 livros que todo Psicopedagogo não pode deixar de ler

Se você é psicopedagogo ou está cursando sua especialização, esta lista vai te ajudar muito! Todos sabemos que um bom...

Transforme o Processo de Alfabetização Do Seu Filho Hoje Mesmo

Ao longo de vários anos venho me deparando com os entraves na aprendizagens das crianças,  percebo que a cada ano...

O Que Esperar Do Retorno às Aulas Pós Pandemia?

A pandemia do CORONA vírus atrapalhou a vida escolar de todos os estudantes. As aulas foram suspensas fazendo com que...

10 Estratégias Para Potencializar a Compreensão Leitora Do Seu Filho

Isso já aconteceu com você? Você está lendo um livro divertido com seu filho, chega a um ponto emocionante ou crucial...

Nós coletamos dados de navegação para finalidades analíticas e funcionais apenas. Ao continuar você concorda com o uso de cookies